Governo de Pernambuco – Use máscara 1
PCR – COVID
Sem categoria

Teresa Leitão diz que "nova política" de Eduardo é retórica


Presidente do PT em Pernambuco, a deputada estadual Teresa Leitão classificou como retórica o discurso de fazer uma “nova política” adotado pelo governador Eduardo Campos (PSB) para se cacifar nacionalmente para disputar a Presidência da República nas eleições deste ano. “A nova política que Eduardo Campos defende não passa de retórica. Quando precisa, o PSB oferece cargos do governo em troca de apoio”, afirma a deputada, segundo a coluna Painel, editada por Vera Magalhães, na Folha de São Paulo. A declaração da petista vem logo após a entrada do PSDB no Governo do Estado, anunciada há uma semana e oficializada com a posse dos novos secretários estaduais, na sexta-feira (3).

Os tucanos assumiram a Secretaria Estadual do Trabalho e o Detran; espaços oferecidos após serem abandonados pelo PTB em outubro do ano passado. A legenda deixou a gestão Eduardo Campos para construir a candidatura a governador do senador Armando Monteiro Neto (PTB); alinhano nacionalmente a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O PT decidiu pela entrega dos cargos em seguida, embora nomes indicados pela legenda permaneçam nas administrações do Estado e do Recife até hoje.

Apesar de o assunto ainda não ter sido tratado, é possível que os tucanos deixem a liderança da oposição na Alepe, hoje comandada pelo deputado estadual Daniel Coelho. Nesse caso, é possível que algum deputado petista ou petebista assuma o posto. No Estado, as eleições deste ano serão estratégicas por causa da candidatura presidencial de Campos, que deve polarizar a opção do eleitorado com a presidente Dilma.

Eduardo começou a construir a candidatura presidencial em setembro de 2013, depois que o PSB deixou o governo Dilma. A candidatura dele ganhou força no mês seguinte, quando a ex-senadora Marina Silva decidiu ingressar no partido após ter o registro da Rede Sustentabilidade negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em novembro, ambos lançaram uma plataforma digital para coletar sugestões para o programa de governo. Na última semana do ano, o governador anunciou que deixará o Governo de Pernambuco no dia 4 de abril, último do prazo definido pela legislação eleitoral. A expectativa é que a candidatura dele seja oficializada nas próximas semanas.

Do Blog de Jamildo

Elielson Lima 06 jan 2014 - 14:42m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog