Governo – Emprego
PCR – Recife Virado
Jaboatão – Anti-rábica
Política

Vereador desacata enfermeira em Sertânia

Publicado em: 14/01/2014 - 18:15m

20140114-151436.jpg

O Vereador Antônio Henrique Ferreira dos Santos (PSB), da cidade de Sertânia-PE, mais conhecido por Fiapo, foi protagonista de uma cena lamentável e absurda no Hospital Maria Alice Gomes Lafayette.

Ele desacatou, gritando e humilhando a enfermeira Roseane Maria do N. Sousa, que está em gravidez de alto risco. Além de desacatá-la com gritos ordenando que ela fizesse o que ele mandava, o mesmo a humilhou com insultos e palavrões, provocando tumulto no ambiente hospitalar.

A enfermeira Roseane Maria Sousa há pouco tempo perdeu uma criança e agora está em gravidez de risco, com três meses de gestação. Consciente disto, ela tentou várias vezes sair de perto do vereador, mas este o perseguia, indo sempre atrás da mesma. De acordo com funcionários presentes na ocasião, enquanto o vereador Antônio Henrique Ferreira dos Santos, a perseguia, a mesma ainda chamou a policia por telefone, mas esta não compareceu ao local, acredite-se que pelo fato do vereador ser irmão do deputado estadual Ângelo Ferreira (PSB), que diz não só ter muito prestígio com o governador Eduardo Campos, como também se amigo pessoal do mesmo.

Visivelmente embriagado, o parlamentar chutou a porta da sala da enfermeira e outros objetos que encontrou no corredor como baldes. Segundo os funcionários, eles acreditam que o vereador só não bateu em Roseane porque ela não o enfrentou. Um motorista do Hospital conhecido por Flávio Mateus saiu em defesa da enfermeira, bem como outros servidores do hospital e populares. O hospital, que está em reforma, agora está funcionando provisoriamente em um prédio menor, por conta disto os pacientes internos ficaram a mercê da confusão e da baixaria, tumultuando o plantão e deixando os pacientes abalados.

Na confusão provocada pelo vereador a enfermeira Roseane Sousa teve uma crise de choro e está muito abalada até hoje. O Técnico em Enfermagem Rogério Lucas, que é hipertenso, teve uma crise de pressão alta. O episódio vem causando indignação e revolta em todos aqueles que tomam conhecimento do fato, embora blogs locais ignorem o assunto, por questões políticas. Na cidade, todos temem a família do vereador, pois além de poderosa politicamente a nível de estado, eles são de temperamento explosivo e até violento, sendo conhecido por envolverem-se em brigas. O Fato aconteceu na sexta- feira, dia 03 de janeiro, mas só agora os funcionários tiveram coragem de denunciar.

Não é a primeira vez que o vereador, bêbado, arma barraco no hospital. Ainda de acordo com funcionários, no primeiro dia do ano de 2014, “ele chegou com a mulher de um policial que havia tentado o suicídio, ele vinha acompanhado de sete homens e foi logo chutando o portão do hospital e gritando palavras de baixo calão. Quando ele viu que doutor Ricardo Lafayette, (Diretor Médico do hospital) é que estava de plantão, ele se aquietou”, informou um funcionário do hospital que pediu prá não ser identificado, temendo retaliações. De acordo com os mesmos, eles apelam para as autoridades competentes, no caso a Secretaria Municipal de Saúde, para que a mesma tome providência diante de toda esta situação, garantindo a segurança dos profissionais que trabalham naquela unidade de saúde e também para que o vereador responda pelos desacatos e humilhações, pelos danos morais e psicológicos decorrentes e seja responsabilizado por tudo que acontecer com a gravidez da enfermeira Roseane Sousa.

Elielson Lima 14 jan 2014 - 18:15m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog