Compesa
Governo – Pandemia não acabou
Sem categoria

Professores do Recife mantém greve


professores

Do Portal Brasil 247

Os cerca de 6 mil professores da rede municipal de ensino do Recife decidiram permanecer em greve mesmo após a Justiça ter determinado a ilegalidade da paralisação. O Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere), afirma que ainda não foi comunicado oficialmente da decisão judicial. Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o oficial de Justiça responsável por entregar o documento anda não teria conseguido localizar a direção do Simpere para realizar a entrega da notificação.

“Mesmo não tendo um comunicado oficial, sabemos que fazer greve não é ilegal. Mais de 90% dos professores aderiram ao movimento. Nós estamos em greve porque a Prefeitura descumpriu o acordo de campanha salarial. No primeiro semestre, na mesa de negociação, saímos com acordos assinados por essa gestão, e enquanto nós estávamos em recesso, a Prefeitura do Recife elaborou uma outra lei e mandou para a Câmara dos Vereadores, desconfigurando aquilo que havia sido acordado na mesa de negociação, cortando qualquer diálogo. No interior desses acordos estão o plano de aula atividade, o plano salarial e o Plano de Cargos e Carreiras”, disse a diretora do Simpere, Cláudia Ribeiro, ao portal G1 Pernambuco.

A greve dos docentes da rede municipal foi deflagrada na manhã da última terça-feira (15). Com a paralisação, cerca de 90 mil estudantes de 323 unidades escolares estão sem aulas. Na noite do mesmo dia, o presidente do TJPE, desembargador Frederico Ricardo de Almeida Neves, no exercício do plantão, considerou a greve como sendo ilegal e abusiva, determinando o retorno imediato dos profissionais aos seus opostos de trabalho. A multa diária imposta ao sindicato da categoria em caso de descumprimento da decisão judicial chega a R$ 100 mil.

Elielson Lima 18 jul 2014 - 11:20m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog