Jaboatão – Centro de Reabilitação
GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
Governo – Pandemia não acabou
Sem categoria

Acusado de envolvimento com delator, FBC rebate


fbcApós ser acusado, na coluna do jornalista Cláudio Humberto, de intermediar uma doação de R$ 20 milhões para a campanha de Eduardo Campos (PSB), em 2010, o senador eleito Fernando Bezerra Coelho divulgou nota em que nega as acusações.

De acordo com a informação divulgada pelo colunista, Fernando Bezerra “foi citado pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, sob delação premiada”. ”Ele (Costa) relatou que em 2010 o doleiro Alberto Youssef recebeu de Bezerra, então secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, pedido de doação para a reeleição do governador Eduardo Campos. E R$ 20 milhões teriam sido doados pelo Consórcio Ipojuca Interligações (CII), contratado da Petrobras na refinaria Abreu e Lima”, relatou o jornalista, informando, ainda, que, “consultado por Youssef, Costa aprovou a doação”.
Na nota enviada por sua assessoria, o senador eleito afirma que não teve papel de “coordenador ou tesoureiro” na campanha de Eduardo, em 2010.

Relata, ainda, que Fernando Bezerra “não conhece e nunca teve qualquer contato pessoal ou telefônico com o Sr. Alberto Youssef”. “Quanto ao então diretor da Petrobras, Sr. Paulo Roberto Costa, Fernando Bezerra Coelho manteve contatos enquanto Secretário de Desenvolvimento de Pernambuco e Presidente do Porto de Suape. Foram tratativas sempre institucionais, de interesse do Estado.”

Por fim, relata que as declarações são “levianas e mentirosas”, numa tentativa de “manchar a memória do ex-Governador Eduardo Campos, falecido em agosto deste ano, e macular a honra e o trabalho do Senador eleito Fernando Bezerra Coelho”.

Leia a íntegra da nota do senador eleito Fernando Bezerra Coelho

A respeito de nota veiculada hoje (quinta-feira, 16) na coluna de Cláudio Humberto, a assessoria de Fernando Bezerra Coelho esclarece:

Na campanha à reeleição de Eduardo Campos, em 2010, Fernando Bezerra Coelho não teve papel de coordenador nem de tesoureiro. Portanto, nunca tratou de doações à campanha com quem quer que seja.

Fernando Bezerra Coelho não conhece e nunca teve qualquer contato pessoal ou telefônico com o Sr. Alberto Youssef. Quanto ao então diretor da Petrobras, Sr. Paulo Roberto Costa, Fernando Bezerra Coelho manteve contatos enquanto Secretário de Desenvolvimento de Pernambuco e Presidente do Porto de Suape. Foram tratativas sempre institucionais, de interesse do Estado.

Agora, surgem declarações levianas e mentirosas, numa tentativa de manchar a memória do ex-Governador Eduardo Campos, falecido em agosto deste ano, e macular a honra e o trabalho do Senador eleito Fernando Bezerra Coelho.

A apuração dos fatos pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, com absoluta certeza, mostrará que as declarações são caluniosas e que elas têm cunho puramente político.

Elielson Lima 16 out 2014 - 17:30m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog