cabo – campanha
JABOATÃO – BALANÇO
Governo PE – Máscara 2
Use máscara – Gov PE
Eleições 2014

Carlinhos: "temos que ganhar 2015!" e disse "cada eleição é uma eleição", repetiu como um mantra


carlinhos-do-moinho-blog-a-palavraDepois de 15 dias do primeiro turno, o prefeito de Carpina Carlinhos do Moinho (PSB) concedeu um entrevista ao Programa Dizendo Tudo da Nova Carpina FM, na tarde desta segunda-feira (20).

 Veja algumas frases da entrevista de hoje:

#Eleições

Quando o assunto foi o pleito desse ano e a derrota eleitoral de sua filha, Cássia do Moinho, falou: “não vim aqui para dizer que foi derrota. Quero agradecer os quase 30 mil votos que Cássia teve no estado”.

“Estou muito feliz por ter elegido os nossos candidatos a governador e senador”, sobre a votação desses candidatos na cidade.

“Não usei a máquina. Minha gestão não prejudicou e nem favoreceu Cássia”

Carlinhos foi perguntado sobre sua previsão antes da eleição da votação de Cássia, “não exagerei quando previa que ela teria de 6 a 10 mil votos. Mais quase 6 mil votos é uma votação grande”.

Por diversos momentos, o gestor soltou farpas contra o ex-prefeito e suplente de estadual Botafogo, “essa foi a última chance da vida dele. Não acredito que ele seja candidato de novo”, disparou. “Estou com medo que com o apoio do ex-prefeito, o Aécio Neves perca a eleição. Porque quem ele apoia perde”,  referendo-se a Botafogo

Falando de Ginei, “isso é um direito que ele tem. Cada eleição tem uma história. O tempo é que vai dizer”, sobre o futuro do candidato petebista.

Votação de Tadeu, “a gente queria mais! Eu falei a Tadeu antes! O nosso grupo ficou dividido, eu não fiz a “picunhia”, para votar no meu candidato”.

#Gestão

Sobre o decreto que exonerou cerca 400 pessoas,  “eu escuto o grupo!  A máquina estava enxada. Eu teria essa medida independente do resultado da eleição”, respondeu o questionamento sobre o ‘choque da gestão’.

“Temos que ganhar 2015!”,

“Bruno é meu amigo.Já voltou em mim em 2008”.

Salários

“Todos os que saíram vão receber. Em novembro, todos vão receber”. O prefeito jogou a “bomba”na economia nacional, “o país vive um recessão, nós não contávamos com isso”. E garantiu,  “até o fim do ano, vamos pagar os 12 salários do ano e o décimo terceiro salário”.

Secretariado

“Alguns secretários já voltaram a trabalhar essa semana”.

Encerrou a entrevista, falando das obras que sua gestão já executou na cidade e disse que “temos 25 obras em andamento”.

Elielson Lima 20 out 2014 - 17:53m

Comentários

Pesquisar

Curta no Facebook

Publicidade

 

 

Arquivos do Blog