Governo de Pernambuco – Use máscara 1
Eleições 2014

Debate presidencial em tom mais 'light' na TV Record


IMG_0727.JPG

Ao contrário dos dois últimos encontros, o terceiro debate entre os candidatos à Presidência da República, neste segundo turno, na noite deste domingo (19), na Rede Record, começou com a temperatura mais branda entre a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), e o senador Aécio Neves (PSDB). Apenas a partir da sexta pergunta do primeiro começaram embates um pouco mais ásperos entre os dois. Mas mesmo assim, em clima muito menos bélico do que nos encontros anteriores

O debate começou com questões administrativas. Temas como a ampliação do Simples, a questão da segurança pública, o desemprego e leis trabalhistas, o controle da inflação e o combate à pobreza forma tratados sem confrontos mais áridos entre os dois.

No entanto, na sexta pergunta, quando Aécio trouxe para o debate a questão do Petrobras, os dois começaram a trocar rápidas farpas, que se estenderam nas demais perguntas e pelo segundo bloco do programa.

“Cobrei uma posição da senhora em relação às denúncias da Petrobras. E quero fazer um elogio: a senhora ontem (sábado, 18) reconheceu que houve desvio. Um dos denunciados, o tesoureiro do PT, João Vaccari, tem cargo no Governo. Ele vai continuar”, indagou o tucano.

Em sua resposta, a presidente Dilma lembrou que o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra foi citado no episódio, e lembrou que que, no seu Governo, os casos são investigados. “Ao contrário dos governos do partido do senhor. Não foram investigados o caso da Pasta Rosa, da compra de votos para a reeleição, os corruptos dos trens e metrôs em São Paulo. Nada foi investigado”, disparou a petista. A Petrobras voltou ao debate no início do segundo bloco.

No mais, houve um festival de números. De lado a lado.

Clima

O embate envolvendo a inflação entre Aécio e Dilma provocou as primeiras manifestações na plateia do debate da TV Record. Quando Aécio afirmou que Dilma não pode falar de um governo dele pois ele “não governou o Pais ainda”, tucanos deram risada aprovando a afirmação. Dilma referia-se ao governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Depois, na sequência quando a petista afirmou que o PSDB está acostumado “a plantar inflação para colher juros” foi a vez de a plateia petista aprovasse a afirmação com manifestações verbais e algumas risadas.

Do Blog da Folha

Elielson Lima 20 out 2014 - 1:57m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog