PCR – Recife Virado
Prefeitura de Jaboatão
Gov – 130 mil empregos
Sem categoria

O cavalo de Troia de Aécio Neves, por Gerson Camarotti

Publicado em: 27/10/2014 - 18:06m

aecio-neves-derrotaHoje, os tucanos acordaram de ressaca.Todos os caciques do PSDB ouvidos pelo Blog fazem a mesma avaliação: reconhecem que perderam por muito pouco e que o principal problema foi Minas Gerais.

Nos cálculos do PSDB, todos os resultados regionais já eram previstos, inclusive a boa votação de Dilma no Nordeste. De alguma forma, o bom desempenho de Aécio em São Paulo supreendeu positivamente os tucanos, que esperavam algo em torno de 6 milhões de votos no Estado.

O que não estava no cálculo do PSDB foi a derrota em Minas, por cerca de 550 mil votos. Cálculos pessimistas indicavam que Aécio teria, em sua terra natal, uma vantagem de 1,5 milhão de votos sobre Dilma.

“Se Aécio tivesse conseguido o que estava esperando no seu Estado natal, hoje estaríamos comemorando a vitória do PSDB”, lamentou um tucando de São Paulo.

Internamente, o PSDB avalia que Aécio descuidou de Minas Gerais no primeiro turno e, quando percebeu a dificuldade no Estado o estrago já estava feito, com a vitória de Fernando Pimentel (PT) para o Governo mineiro.

Há o reconhecimento de que Pimentel, ao ganhar a disputa ao Palácio da Liberdade, criou a expectativa de poder entre prefeitos do Estado, o que limitou a reação de Aécio em Minas no segundo turno.

Nas palavras de um tucano, a boa relação de Aécio com Fernando Pimentel no passado transformou-se agora numa espécie de cavalo de Troia para o senador mineiro.

Por Gerson Camarotti, da GloboNews

Elielson Lima 27 out 2014 - 18:06m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog