Governo – Pandemia não acabou
Sem categoria

Escola de Referência Governador Eduardo Campos já está funcionando em Joaquim Nabuco


escolaCinco dias após inaugurar uma Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) no município de Macaparana, o governador Paulo Câmara voltou à Zona da Mata, nesta segunda-feira (9), para entregar mais um equipamento do tipo aos pernambucanos. Os cerca de 900 alunos da Erem Governador Eduardo Campos, em Joaquim Nabuco, já estão estudando na nova sede da escola, construída pelo Governo de Pernambuco a partir de um investimento de R$ 4 milhões. Uma das principais marcas das gestões de Eduardo, a Educação continuará sendo prioridade para o Estado.

Pernambuco deu um salto e subiu 12 posições no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano de 2013, alcançando o 4º lugar. O crescimento no ensino médio foi o maior entre todos os estados da federação. Um dos pilares desse avanço foi o modelo das escolas de referência, consolidado nos últimos oito anos pelos governos de Eduardo Campos, que faleceu em 2014. O ex-governador foi representado na cerimônia de hoje pela ex-primeira-dama do Estado, Renata Campos, e pelos filhos João, Eduarda e Miguel.

“É uma homenagem bonita. Eduardo foi uma pessoa que sempre quis fazer com que a Educação de Pernambuco fosse o seu maior valor. É preciso não apenas ter a condição de ensinar, mas a infraestrutura adequada. E isso nós vamos fazer em todo o Estado. Escolas como essa aqui trazem qualidade e uma melhoria muito grande para alunos e professores”, assegurou Paulo Câmara.

Ao ressaltar que Pernambuco atingiu outro padrão após universalizar o ensino em tempo integral, o governador afirmou que tem a “grande responsabilidade” de fazer com que a semente plantada por Eduardo Campos continue crescendo. “Faremos com que a escola em tempo integral chegue a todo aluno do ensino médio que queira uma vaga. A Educação será o nosso maior valor. Pernambuco continuará dando o exemplo para o Brasil de que é possível fazer uma Educação de qualidade, apesar de todas as dificuldades e desafios que nós enfrentamos”, ressaltou Paulo.

Em sua passagem pela unidade de ensino, o governador conferiu “in loco” os cinco laboratórios que compõe a nova estrutura (informática, física, matemática, química  e biologia), e prestigiou apresentações de física e biologia dos alunos do 2º ano do ensino médio. O equipamento conta ainda com 15 salas de aulas, além biblioteca, auditório, bloco administrativo, bloco de serviço e quadra coberta. Serão beneficiados estudantes que estão matriculados nas modalidades semi-integral, ensino regular, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Normal Médio.

Pernambuco contabiliza hoje 16 escolas de referência (ver detalhamento abaixo). Além do cuidado com o ensino médio, o Governo do Estado tem  investido na ensino técnico, que chegará ao número de 40 unidades, e também na construção de novas escolas. Em janeiro deste ano, o governador Paulo Câmara deu ordem de serviço para construção de 13 unidades de ensino em oito municípios da Mata Sul, beneficiando cerca de 3,5 mil estudantes. Outras 17 unidades escolares terão ordem de serviço assinadas para início das obras ainda este ano.

Filho de Eduardo Campos, João Campos salientou que a Educação sempre foi prioridade no governo do pai. “Nós, ano passado, comemoramos muito quando saiu o resultado do Ideb. Vimos Pernambuco chegar ao 4º lugar. E isso só acontece quando a Educação é posta de fato como prioridade em todo governo”, cravou. João também aproveitou a ocasião para conclamar os estudantes a “agarrarem” a chance de estudar em uma escola moderna e com grandes professores. “Não desperdicem essa oportunidade porque eu tenho certeza que, se dedicando aqui, vocês terão um grande futuro pela frente”, pontuou.

Diante de docentes, alunos e da população de Joaquim Nabuco, o secretário de Educação, Fred Amancio, enalteceu os bons resultados alcançados por Pernambuco na área, entre eles o menor índice de evasão escolar do Brasil. Amancio creditou a conquista aos investimentos em práticas pedagógicas e softwares que tornaram a sala de aula mais atrativa. “Muito se fala que o desenvolvimento é atrelado à atração de indústrias, mas nem sempre. Eu diria que hoje nós também estamos inaugurando uma indústria. Só que aqui é uma indústria de sonhos, de oportunidades, e, como dizia o nosso saudoso governador Eduardo Campos, uma indústria de vidas. Ele dizia: ‘a gente inaugura vida na vida das pessoas'”, relembrou.

                              

Elielson Lima 09 fev 2015 - 19:07m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog