Governo – Pandemia não acabou
Sem categoria

Câmara diz ter “confiança total” em Uchoa


uchoa-e-camaraAs articulações do presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), para conquistar a quarta reeleição ao comando da Casa e, de quebra, ter trabalhado para que Diogo Moraes vencesse a disputa particular no PSB para ocupar a 1ª Secretaria parecem não ter abalado as relações entre o pedetista e o governador Paulo Câmara (PSB).  Prova disso é que o socialista diz ter “total confiança” no aliado, que assume o Governo do Estado, na quarta-feira (4), por quatro dias, durante uma viagem de Câmara ao México.

“Guilherme Uchoa  já tem experiência por ter assumido por tantas vezes quando Eduardo Campos foi governador. Nossa confiança é total no presidente da assembleia, nesses quatro dias que ele vai assumir o governo”, afirmou o governador.

O pedetista assumirá o Governo porque, além da viagem de Paulo Câmara ao México, onde receberá um prêmio por causa do projeto Mãe Coruja, o vice-governador Raul Henry está nos Estados Unidos. “Passei para ele algumas questões que são basicamente do cotidiano”, complementou Câmara.

Adesão
O governador anunciou, nesta segunda-feira (2), a adesão de Pernambuco ao Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais. Os detalhes da parceria foram acertados pelo socialista com a ministra do Superior Tribunal de Justiça e corregedora Nacional de Justiça, Nancy Andrighi, em reunião no Palácio do Campo das Princesas, da qual também participaram os presidentes do Tribunal de Justiça, Frederico Neves, e da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa.

Com a adesão, O Governo de Pernambuco se junta aos demais poderes no esforço para solucionar o congestionamento da ações relacionadas às dívidas fiscais, que representam 52% dos processos que atualmente tramitam na Justiça brasileira. Para cidadãos e empresas, o programa representa a oportunidade de quitação de tributos em atraso com a burocracia reduzida. Serão promovidos mutirões, dos quais o contribuinte participante já poderá sair com a sua certidão negativa de débito em mãos.

“Esse trabalho integrado com os poderes Judiciário e Legislativo, na busca de acelerar a execução desses processos, com certeza trará uma diminuição do estoque, ao tempo em que garantirá recursos para o cofre do Estado. Nesse período que estamos vivendo, de tantos desafios e da busca de alternativas para melhoria da receita, essa é uma ação prioritária e fundamental”, argumentou Paulo Câmara.

Elielson Lima 02 mar 2015 - 20:30m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog