Cabo
Governo – Pandemia não acabou
Sem categoria

Deputados discutem proposta sobre reforma política na Alepe


A Assembleia Legislativa do Estado (Alepe) sediou, nesta segunda-feira (6), uma audiência pública para debater sobre a reforma política. O encontro foi promovido pela Comissão Especial da Reforma Política da Câmara Federal e contou com a presença de deputados federais e estaduais. O evento é itinerante e deve percorrer várias Casas Legislativas do País. A reunião na Alepe foi coordenada pelo deputado Tadeu Alencar (PSB), que é vice-presidente do colegiado.

Presente no encontro, o relator do colegiado, deputado federal Marcelo Castro (PMDB), afirmou que, dois anos após cada eleição, 70% dos eleitores do Brasil já não se lembram em quem votaram. Além disso, 71% dos brasileiros não se identificam com nenhum partido político. Segundo o relator, os dados mostram a necessidade de aperfeiçoar os mecanismos de representação democrática. Para ele, entre os principais pontos da reforma política estão a redução da quantidade de partidos políticos e a diminuição da influência do poder econômico nas eleições.

O presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa (PDT), defendeu que as duas principais medidas da reforma política são a coincidência das eleições e a extinção do voto proporcional. Segundo ele, isso evitaria que “políticos com poucos votos fossem favorecidos por outros, da mesma legenda, eleitos com votação expressiva”.

De acordo com o deputado Lucas Ramos (PSB), o PSB terá um papel importante na construção da reforma. “O PSB tem experiência comprovada e aprovada pela sociedade e órgãos internacionais, a exemplo da Organização das Nações Unidas. Essa liderança nos dá totais condições de contribuir para a construção de um novo Brasil”, disse.

A deputada Raquel Lyra (PSB) afirmou que o momento é oportuno para o debate e que a reforma deve atender às demandas da sociedade, Já Ângelo Ferreira (PSB) sugeriu que algumas medidas, como o voto distrital, precisam ser analisadas com cautela e merecem mais reflexão. Na opinião da deputada Teresa Leitão (PT) um dos desafios da reforma política é reverter a sub-representação das mulheres no poder público.

Do Blog da Folha

Elielson Lima 06 abr 2015 - 19:46m

Comentários

Jaboatão

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog