Compesa
Governo – Pandemia não acabou
Brasília

Armando Monteiro: Relações Brasil-Irã se apoiam na construção de uma parceria estratégica


unnamed-2O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, afirmou nesta segunda-feira (26), em Teerã, na abertura do Seminário Empresarial Brasil-Irã, que a relação entre os dois países se apoia na construção de uma parceria estratégica. 

 “O relançamento das nossas relações, que nessa visita queremos consolidar, se apoia não apenas na restrita visão do comércio ou dos investimentos, mas sobretudo na construção de uma parceria estratégica e mutuamente benéfica, que possa se traduzir no fortalecimento de nossas economias e no crescente bem-estar dos nossos povos”, disse o ministro na abertura do seminário, que recebeu mais de 150 representantes de associações e empresas brasileiras e iranianas.

 Segundo o ministro, Brasil e Irã podem e devem intensificar suas relações econômicas. A corrente de comércio atingiu, em 2014, o montante de 1,44 bilhões de dólares e grande parte desse comércio corresponde a produtos básicos. “Temos o desafio de incrementar e diversificar esse intercâmbio, olhando as duas vias – exportação e importação -, e ampliar os nossos investimentos recíprocos”.

O ministro da Indústria, Comércio e Mineração do Irã, Muhammad Nematzadeh, afirmou no seminário que “precisamos encorajar as empresas iranianas a se aproximarem das empresas brasileiras numa agenda estratégica de longo prazo considerando os potenciais para o aprofundamento do fluxo comercial e de investimentos”.

A missão empresarial ao Irã é promovida no contexto do acordo nuclear que permitirá o fim das sanções econômicas impostas pela Organização das Nações Unidas (ONU), abrindo novas oportunidades comerciais para o país. 

“Desde o anúncio da assinatura do Acordo Nuclear, vários países visitaram o Irã, sendo Teerã hoje destino de inúmeras missões comerciais. Não somos os primeiros a chegar, por certo, mas às vezes o mais importante é chegarmos mais preparados para que possamos potencializar a obtenção de resultados concretos. Por isso estamos com o firme propósito de apresentar e oferecer uma pauta concreta de parceria e cooperação aos nossos interlocutores, que não permita dúvidas quanto à legitimidade desse movimento de relançamento das nossas relações bilaterais”, disse Armando.

Elielson Lima 26 out 2015 - 19:25m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog