Governo – Pandemia não acabou
Coluna

Coluna desta quarta-feira


Coluna publicada nesta quarta-feira, dia 18 de novembro de 2015.

 unnamed-7Intervetor assume hoje em Gravatá, vice queria o comando

O governador Paulo Câmara, nomeou ontem, o chefe da Casa Militar, coronel Mário Cavalcanti como interventor na cidade de Gravatá, após acatar o afastamento do prefeito Bruno Martiniano (PTB), julgado por unanimidade pelo Tribunal de Justiça.

O coronel não vai só acampar em Gravatá, Paulo escalou um time de secretários para ajudá-lo a administrar essa cidade que o PSB está de olho, precisamente o líder do governo na Alepe, Waldemar Borges, que já transferiu seu domícilio eleitoral pra lá.

Mário Cavalcanti passou os 8 anos de Eduardo Campos como chefe da Casa Militar, mostrando sua proximidade com o saudoso governador, com o atual, não está sendo diferente.

O outro lado da moeda, o vice-prefeito Rafael Prequé (PSB) entrou na Justiça para assumir o comando da Prefeitura. Além disso, ele lançou uma nota ao povo através da imprensa se insentando de qualquer vínculo com os desmandos na administração. 

unnamed-5Mulher em debate – O Comanas realizou ontem, um produtivo encontro entre os gestores municipais com a secretária da Mulher de Pernambuco, Sílvia Cordeiro. Muito foi debatido, muitas ideias foram computadas para a conferência e para o cotidiano da pasta.

Ausência – Das dezenas de munícipios consorciados ao Comanas, diversos prefeitos e secretários municipais levaram falta nesse importante encontro. Depois perdem programas, prazos e ações por o simples fato de fazer ser representado.

Rápidas

Holofote – O deputado federal, Jarbas Vasconcelos (PMDB), esteve na madrugada de hoje, no holofote do programa do Jô da Rede Globo. Mostrando claramente que já iniciou sua campanha pela presidência da Câmara dos Deputados. Jarbas disse que existe uma “algazarra” de tantos partidos no Congresso. Além de bater muito em Eduardo Cunha.

Aplausos – O ato que marcou a homenagem ao ex-deputado federal Inocêncio Oliveira reuniu diversas personalidades do mundo político. Oliveira encerrou a vida pública ano passado quando decidiu não disputar mais um mandato eletivo, depois de mais de 4 décadas no Congresso Nacional. O sertão sente falta!

Pinga-fogo: Até quando essa pauta da crise vai permear os discursos políticos?

Elielson Lima 18 nov 2015 - 3:34m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog