PCR – COVID
Governo de Pernambuco – Use máscara 1
Municipalismo

Na abertura da Marcha, Ziulkoski fala do atual momento político e dos problemas dos Municípios


“Estamos em Brasília sem ter com quem dialogar”. A constatação é do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, feita durante a cerimônia de abertura da XIX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, na manhã desta terça-feira, 10 de maio. O líder municipalista fez referência ao atual momento político vivido no País, que é gravíssimo e lamentável, segundo ele. “É um momento que está no semblante de cada um. A situação que estamos vivenciando, não precisa indagar muito, porque todo mundo está acompanhado, o que está acontecendo em nosso País”, disse o líder municipalista no início de seu discurso.

“Estamos acompanhando, o que eu poderia chamar de a possível ruptura, não institucional, mas política ou de governo, neste momento, aqui em Brasília. Isso é muito grave”, afirmou o líder do movimento municipalista. Para o ele, é um momento histórico único, mas a Marcha vai promover resultados positivos aos governos locais, assim como ocorreu nos anos anteriores.

Segundo o líder, o ente municipal está cumprindo com a sua pauta. Estamos todos aqui de cabeça erguida”, destacou Ziulkoski.  Sobre o tema do evento – Desafios de Final do Mandato, foi mencionado a busca por soluções e encaminhamentos. E números que justificam o cenário tão grave que chegou às Prefeituras foram apresentados. “A estrutura dos Municípios está sendo lapidada, cada vez mais, em função de tudo o que está voltado e se construindo”, ponderou.

Elielson Lima 10 maio 2016 - 18:06m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog