Governo – Pandemia não acabou
Municipalismo

Supremo participa da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios pela primeira vez


Milhares de gestores municipais estão reunidos na tarde desta quarta-feira, 11 de maio, do painel Soluções para judicialização da XIX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Segundo o presidente em exercício da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, o “momento é histórico”, pois essa é a primeira vez que o Supremo Tribunal Federal (STF) comparece à Marcha, realizada há quase 20 anos.

Auditório repleto de participantes e ansiedade. Esse é o clima que predomina no painel promovido pela Confederação sobre as dificuldades enfrentadas pelos gestores com os inúmeros processos judiciais recebidos nos últimos anos.

O presidente em exercício da CNM fez a abertura de sua fala discursando sobre o que é a judicialização. “Os prefeitos brasileiros têm sentido na pele isso. Eles vêm recebendo um conjunto de processos com imposições dos órgãos de controle, mas isso provoca um efeito nocivo para a própria comunidade”, explicou.

“Quando o prefeito atende uma ação judicial para a compra de um medicamento, por exemplo, ele também deixa de atender as políticas públicas voltadas para as necessidades da população”, acrescentou Aroldi.

Para finalizar, ele solicitou uma discussão ativa entre os debatedores e sugeriu a realização de uma parceria entre a CNM, o Ministério Público, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o STF.

 

Elielson Lima 11 maio 2016 - 20:56m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog