Governo – Pandemia não acabou
Guerra é guerra! Joaquim Lapa lança nota e critica “ex-futuros aliados”

Joaquim Lapa lança nota e critica “ex-futuros aliados”


O ex-prefeito de Carpina e pré-candidato Joaquim Lapa (PTB), lançou uma nota nesta segunda (25) com duras críticas aos políticos que possivelmente iriam fazer composição política com ele. No texto, Lapa destacou o processo de escolha do seu vice, destacou que muitas propostas foram dadas até chegar a um nome, “o último dessa lista foi o único  que inspirou certa confiabilidade do Grupo.  Mas para minha surpresa cedeu aos argumentos da mala preta do prefeito”, disparou.

A nota está circulando nas redes sociais e sendo compartilhadas por muitos aliados do petebista. A autoria do texto de Joaquim Lapa foi confirmado pelo vereador Jorginho Lapa, que também compartilhou em sua página.

Joaquim também destacou os seus vices nas outras gestões, Maelbe (Mano) e Flávio Chaves.

Leia nota completa:

Não  sei em quem mais confiar entre os políticos. Foram várias  propostas para vice candidatura  a prefeito. Mas sempre que consultava os correligionários. Estes apresentavam queixas e desconfiança, outros não  tinham  o perfil político que espero de um companheiro  de chapa. O último  dessa lista foi o único  que inspirou  certa confiabilidade do Grupo.  Mas para minha surpresa cedeu aos argumentos da mala preta do prefeito. Apesar da minha decepção dos políticos, quero continuar acreditando que nesse meio hajam homens de palavra e que pensam no bem comum. Eu sempre tratei os meus vice prefeitos com respeito  e distinção. MAELBE assumiu por um período e foi meu sucessor realizando  uma boa gestão,  FLAVIO CHAVES  assumiu  a Secretári de Turismo e me ajudou muito.  EU ME CONSIDERO  UM HUMANISTA com ideais de lutar por uma justiça  social, mas não  me sinto  político, desses que fazem conchavos e tramas contra adversários, que não  cumprem com a palavra. Resolvi  repensar sobre a escolha do companheiro  de chapa e de gestão. Considerando que o cargo de vice é de extrema confiança do titular,  não  vou mais delegar a outros e nem admitir  interferências. Vou escolher uma pessoa que seja da minha total confiança. Espero que os amigos  dos diversos grupos  me compreendam. Será uma pessoa que comunga com os mesmos ideais, que se comove diante da pobreza. E tem muita afinidade  com os meus ideais de justiça  social.

 

 

 

Elielson Lima 25 jul 2016 - 10:56m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog