Copergás
Jaboatão – Nova Orla
Gov Plano de Retomada
Oposição Crescimento da violência é reflexo da incapacidade de reação do Governo do Estado e da Prefeitura, denuncia Silvio

Crescimento da violência é reflexo da incapacidade de reação do Governo do Estado e da Prefeitura, denuncia Silvio

Publicado em: 09/08/2016 - 17:34m

A violência está sem controle em Pernambuco e a sociedade precisa se unir para dar uma resposta, já que os governos do PSB no Estado e na Prefeitura do Recife perderam o poder de reação. O alerta foi dado pelo deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Segundo o parlamentar, o crescimento da violência na capital pernambucana e na Região Metropolitana é o maior exemplo da falta de capacidade de reação das gestões Paulo Câmara e Geraldo Júlio.

“No mês de julho foram registrados 59 homicídios no Recife, quase o dobro dos 30 casos registrados em julho de 2013, primeiro ano da Secretaria de Segurança Urbana e do Pacto pela Vida do Recife, que deveria auxiliar no combate à violência, com ações sociais e intervenções urbanas. Mas passados três anos, o que se vê é a completa ineficiência do modelo de gestão implantado na Prefeitura do Recife, que replica a experiência desastrosa da administração estadual”, avaliou Silvio.

Segundo levantamento feito a partir da base de dados da Secretaria de Defesa Social do Estado (SDS), nos sete primeiros meses de 2016 foram contabilizados 2.318 assassinatos, ou 6% acima do mesmo período de 2015. “Vale lembrar que 2015 já fechou com uma alta de mais de 13% sobre o ano anterior e que em 2014 houve também um crescimento de quase 10% em relação a 2013. Estamos caminhando para o terceiro ano consecutivo de crescimento no número de assassinatos, o que mostra a completa falência do Pacto pela Vida”, ressaltou o líder da Oposição.

Silvio destacou ainda que, além dos homicídios, a falta de ação do Governo se reflete em outras áreas, como os assaltos a bancos, que fecharam o primeiro semestre com 68% mais registros que no mesmo período do ano passado. Segundo o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, há agências que estão fechadas há meses e sem previsão de reabertura por causa das repetidas ocorrências e pela falta de uma ação do Estado para coibir a prática.

Também estão na lista de crescimento da violência o alto índice de assaltos a ônibus – que chegou ao fim de junho com 843 assaltos a coletivos, segundo o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco – e de assassinatos contra a mulher, cuja média cresceu de 20 para 22 casos por mês, em plena comemoração pelos dez anos da Lei Maria da Penha.

Silvio voltou a fazer um apelo para que o Governo do Estado realize uma ampla discussão sobre o Pacto pela Vida. “Temos insistido nesse debate, mas diante da falta de respostas do Governo, vamos buscar as entidades da sociedade civil para iniciar essa reflexão. Vamos procurar a OAB, sindicatos dos Bancários e dos Rodoviários, além de representantes dos agentes de segurança e dos diversos segmentos da sociedade. Ao final, deveremos apresentar um conjunto de propostas como contribuição da sociedade para o combate à violência”, explicou.

Elielson Lima 09 ago 2016 - 17:34m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade _ Petrolina

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog