Governo – Pandemia não acabou
Protesto

Professores da UFPE paralisam atividades para protesta contra a PEC 241


Professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) irão paralisar suas atividades nesta terça-feira 25) em adesão à paralisação nacional em defesa da educação, do Sistema Único de Saúde (SUS), da manutenção dos direitos trabalhistas e contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que congela os gastos púbicos pelos próximos 20 anos e que será votada nesta terça pela Câmara.

Os professores não descartam a possibilidade de aderir a greve geral que está sendo preparada pelas centrais sindicais marcada para o dia 9 de novembro. Na semana passada, a Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE), nota criticado a PEC 241 e o desmonte do Estado Brasileiro por parte do governo Michel Temer.

Veja a íntegra do documento:

“PEC da Maldade”, “PEC do Medo”, “PEC do Congelamento”, “PEC dos Desmontes”. Tantas definições – tristes e reais – para se referir a apenas um Projeto de Emenda Constitucional, a PEC 241. Aprovada na segunda-feira (10/10), a PEC nº241/2016 – de autoria do Governo Temer – versa, diretamente, sobre interesses dos trabalhadores (e da população em si) na forma de um novo regime fiscal.

A Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE), em seu núcleo, repudia o projeto. A medida é um ataque direto aos direitos constitucionais (adquiridos em anos de lutas) e ao cerne do papel social do Estado – refletindo nas políticas públicas para a saúde, educação e, por fim, aos serviços sociais. Diante desse fato, a entidade se posiciona a favor dos movimentos, atos e protestos contra a malfadada “PEC do Congelamento” – 20 anos de atraso e regressão.

Além disso, repudiamos, com a mesma veemência e convicção, medidas correlacionadas – entre elas a MP do Ensino Médio (Medida Provisória 746) e a PLC 54 (antiga PLP 257). No geral, a entidade se posiciona contra o desmonte do Estado e lamenta, também, todos os golpes para que esse objetivo seja consumado.

“A ADUFEPE repudia veementemente qualquer projeto de lei que vem com o objetivo de reduzir o Estado Brasileiro. E. além disso, retirar direitos historicamente conquistados com muita luta. Não foram conquistas por motivos partidários – foram conquistas do funcionalismo público. A ideia da PEC vem com o objetivo do Estado Ultra Liberal e com um pacote de privatizações e organizações – tudo isso vinculado. Dessa forma, os professores da ADUFEPE e da UFPE não podem concordar com este projeto”, declara o professor Augusto Barreto – Presidente da Associação dos Docentes da UFPE.

Elielson Lima 25 out 2016 - 11:17m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog