Governo – Pandemia não acabou
Coluna Coluna do Blog desta segunda

Coluna do Blog desta segunda


 

A ida de Jarbas na chapa de Paulo Câmara em 2018

O deputado federal, Jarbas Vasconcelos quer de todo jeito concorrer em 2018 a uma das vagas de senador na chapa de Paulo Câmara. O nome do ex-governador e um dos líderes do PMDB em Pernambuco vem causando insatisfação interna na Frente Popular. Muitos queriam um aposta nova, nomes que nunca tinha disputado o cargo.

Mas o ex-senador parece que gostou do tapete azul, sem esquecer que o mandato é de oito anos, podendo fixar bem em Brasília e não se desgastar com as pausas eleitorais. Por fim, se isso se concretizar, com a ida de Jarbas para o Senado, o atual vice-governador e agora secretário de Desenvolvimento Econômico Raul Henry deixaria a chapa majoritária e tentaria voltar a Câmara dos Deputados, onde fez um brilhante mandanto.

Imagem arranhada – Com a apresentação das contas da cidade, feita prefeito Marcelo Gouveia (PSD), na audiência pública na última sexta. A imagem do ex-prefeito José Pereira (PSB) ficou bastante arranhada, sobretudo no funcionalismo público, que compareceu em peso ao evento. Gouveia foi enfático: “esse problema não fui eu que criei, mas vou resolver!”, falando do caos financeiro que vive a Prefeitura de Paudalho.

Não tem ré – Informações correm que o PSDB e DEM não tem chance de voltar para o ninho socialista. Será que registram chapa majoritária em 2018?

 

Rápidas

Tiram figos, mas Figueira fica de pé – O secretário da Casa Civil de Pernambuco, Antônio Figueira ainda permanece de pé, ou melhor, firme no comando da pasta mesmo causando tanta insatisfação na base do governo, sobretudo os prefeitos. Muitos torcem por sua saída! Até aqueles que fingem de amigos!

Rompimento em Vicência – O afastamento de Romeu do Povo e sua esposa, a vice-prefeita, do prefeito Guiga em Vicência é dado como certo. Na terra de Jarbas, parece que os aliados querem dar o passo maior que a perna! Mas esse enredo já era profetizado antes de encerrar o pleito.

Nepostismo internacional – Parece que a onda de nomear parentes não se restringe só no Brasil, o genro do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, foi escolhido nesta segunda-feira para ser assessor de alto escalão durante seu mandato na Casa Branca. Trump é empossado no próximo dia 20.

Pinga-fogo: Será que a votação que Carlos Lapa obteve em Carpina na eleição de 2014 o credenciou juntos aos irmãos Ferreira em Jaboatão?

Elielson Lima 16 jan 2017 - 0:24m

Comentários

Compesa

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog