Jaboatão – Aniversário
GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
PCR – Cred Pop
Debaixo dos panos Processo no conselho de ética do PSB “causa desconforto”, diz FBC

Processo no conselho de ética do PSB “causa desconforto”, diz FBC


Arrumando as malas para deixar o PSB, o senador Fernando Bezerra Coelho não irá a Brasília nesta semana. Ele vai fazer um giro pelos sertões do São Francisco, Central e Araripe para apresentar o que já fez no mandato, participar de reuniões com lideranças locais e, claro, debater sobre os quadros local e nacional.

Depois de o PSB ter se posicionado contrário à reformas e à manutenção do presidente Michel Temer, na via contrária à que ele defende, Fernando Bezerra, por onde passa, é questionado sobre o futuro na sigla socialista.

Ele admite que causou “desconforto” o fato de ter aberto processo na comissão de ética contra dois senadores e 16 deputados federais.

“Isso causa um desconforto. Mas vamos aguardar a evolução das conversas no PSB. Só depois disso vamos analisar outros caminhos e possibilidades”, afirmou Fernando Bezerra Coelho.

O novo DEM, que poderá se chamar Mude, é o caminho mais provável do senador e seu grupo, que incluiria o ministro de de Minas e Energia, Fernando Filho, além dos deputados federais João Fernando Coutinho e Marinaldo Rosendo, ambos ainda no PSB, além de prefeitos, como o de Petrolina, Miguel Coelho, e vereadores.

No giro pelo Sertão, só nesta segunda-feira (14), o senador ainda socialista visitou os municípios de Lagoa Grande, Orocó e Santa Maria da Boa Vista.

“Estamos aqui para discutir nossas ações em Brasília e aproximar o mandato da comunidade. Essas conversas são importantes para que possamos ouvir de perto as demandas e colaborar trazendo os recursos que as prefeituras necessitam”, afirmou o senador.

Do Blog da Folha 

Elielson Lima 14 ago 2017 - 17:23m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Olinda

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog