Campanha – Governo de PE – 130 mil empregos novo
Prefeitura de Jaboatão
Alepe André Ferreira pede solução para evitar fim de home care

André Ferreira pede solução para evitar fim de home care

Publicado em: 04/12/2017 - 20:48m

A ameaça de suspensão do serviço de home care para 109 famílias em Pernambuco foi levada ao plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco pelo deputado estadual André Ferreira (PSC), que cobrou uma solução para o impasse entre o Hospital Especial, responsável pelo atendimento, e o Governo do Estado, que tem um débito com a empresa. Após o seu discurso, o parlamentar foi informado que, na quarta-feira (6), o Governo fará uma reunião para tratar do assunto.

Há duas semanas, um grupo de familiares dos pacientes procurou André Ferreira preocupado com a possibilidade de descontinuidade do atendimento. Informaram que o Estado estava com um débito de sete meses com a empresa responsável pelo serviço, o Hospital Especial.

Ao conversar com o secretário estadual de Saúde, Iran Costa, na época, o deputado recebeu a promessa de que uma parte do débito seria quitada, condição colocada pelo grupo empresarial para dar seguimento ao tratamento até o fim deste ano. O acerto foi cumprido, mas a questão não foi resolvida.

Pacientes que tiveram que ser hospitalizados, ao receberem alta médica, segundo a comissão de familiares, estão perdendo o direito ao serviço de home care.

“Essas famílias não podem ser usadas para resolver pendências que a empresa tem com o Governo. Eles já sofrem muito com a situação. Peço que o Estado busque um acerto com o prestador de serviço para que os pacientes não sejam penalizados”, afirmou o deputado, ao discursar na tribuna da Casa.

Após levar o assunto ao plenário, André Ferreira foi informado pelo líder do Governo na Casa, Isaltino Nascimento (PSB), que uma reunião foi marcada para a próxima quarta-feira (6) entre os familiares, a Secretária de Saúde e o Hospital Especial, para buscar uma solução para o impasse.

“Esperamos que o caso seja resolvido. Essas famílias não podem continuar a sofrer ou serem usadas para pressionar o Governo. Elas têm que se dedicar apenas a cuidar dos seus entes”, avaliou André.

Elielson Lima 04 dez 2017 - 20:48m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog