Jaboatão – Aniversário
GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
PCR – Cred Pop
Agenda Luciana Santos se reunirá com José Múcio para avaliar privatização das Distribuidoras da Eletrobras

Luciana Santos se reunirá com José Múcio para avaliar privatização das Distribuidoras da Eletrobras


A deputada federal Luciana Santos (PCdoB/PE) se reúne com o ministro do Tribunal de Contas da União, José Múcio, nesta terça-feira (22), logo que desembarcar em Brasília, no início da tarde. A parlamentar quer conversar sobre a análise do edital de privatização das distribuidoras da Eletrobras que está sendo feita pelo TCU.

A análise deve ser concluída nas próximas semanas, e o assunto voltará a ser debatido em plenário do TCU. Segundo Múcio, a análise do edital foi retirada da pauta do plenário depois que o Ministério Público pediu uma série de esclarecimentos. Para Luciana a privatização pode trazer prejuízos bilionários à companhia, uma vez que a assunção de dívidas da ordem de mais de R$ 11 bilhões de reais viola inequivocamente as disposições da Lei das S.A.

“A privatização destas distribuidoras afronta o interesse social da Companhia, colocando em risco a manutenção das suas atividades diante de uma conta insanável; gera prejuízo ao interesse dos sócios minoritários; e, principalmente, prejudica o interesse público uma vez que a decisão afeta diretamente a continuidade do serviço público prestado”, afirma Luciana, que já entrou com ação judicial para impedir a medida.

“A tentativa de venda das distribuidoras é uma estratégia para fragilizar a Eletrobras. Essas Distribuidoras abastecem algumas das regiões mais pobres do país, regiões que dependem de um conjunto de políticas públicas adequadas à diversidade e oportunidades locais”, explicou Luciana. “Vale lembrar que os estados do Norte e Nordeste têm grande parte de residências contempladas pelo Programa Luz Para Todos, e isso não foi considerado nas análises contábeis da proposta de modelagem das empresas”.

Podem ser privatizadas a Eletroacre (Companhia de Eletricidade do Acre), a Ceron (Centrais Elétricas de Rondônia), a Boa Vista Energia, a Amazonas Energia, a Cepisa (Companhia Energética do Piauí) e a Ceal (Companhia Energética de Alagoas). A Eletrobras assumirá as dívidas das empresas, no valor de R$ 11,2 bilhões, e os encargos, de R$ 8,5 bilhões, referentes a créditos e obrigações com a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético) e a CCC (Conta de Consumo de Combustíveis).

Elielson Lima 21 maio 2018 - 18:44m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Olinda

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog