Governo de Pernambuco – Use máscara 1
Coluna Coluna da segunda: Sem o PSDB, candidatura de Armando perde força e racha Oposição

Coluna da segunda: Sem o PSDB, candidatura de Armando perde força e racha Oposição


Sem o PSDB, candidatura de Armando perde força e racha Oposição

Uma decisão que encheu os noticiários políticos nesse final de semana em Pernambuco foi o rompimento do PSDB, leia-se Bruno Araújo, com o grupo Pernambuco quer mudar liderado pelo senador Armando Monteiro (PTB). O maior partido até então nessa ampla frente, o PSDB, sai causando um estrago na candidatura petebista.

A negativa do Senado ao deputado Bruno Araújo causou mais que ruídos, abriu fendas que serão mensuradas em outubro. Preferindo o exercício do silêncio, Armando sentiu forte essa baixa e sabe que seu nome poderá desidratar nessa corrida eleitoral que já não é fácil diante da reeleição do governador Paulo Câmara e da novidade de Marília Arraes.

Uma fonte tucana confidenciou que o ex-governador João Lyra e a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra já teria dado sinal verde pra Bruno e que o seguirão nesse novo projeto. Mesmo não pontuando bem nas pesquisas eleitorais, Bruno provoca mais uma fragmentação da Oposição, saindo de dois para três nomes. Dificultando também a vida de Paulo Câmara quando começarem os debates na TV. O ex-ministro das Cidades vai para uma espécie de sacrífico para armar de vez o palanque de Alckmin no Estado, em caso de vitória do ex-governador de São Paulo seu nome será lembrado mais uma vez para compor o primeiro escalão.

Voltando, o gesto de Bruno abriu precedentes para outras decisões no palanque de Armando. Partidos que poderiam aderir a esse projeto pensarão duas vezes, a exemplo do Solidariedade. Um outro fator determinante é que o petebista perdeu tempo de Televisão e rádio, a TV sempre teve um papel importa nas eleições.  Além de tudo isso, um outro fator agravante é a possibilidade do desmonte dos demais aliados como FBC, Joaquim Francisco, Roberto Magalhães, tivemos informações que Bruno já tentou dialogar com esses atores sobre sua candidatura. A chapa de Armando está esquentando!

Andanças – Com uma agenda intensa nessa pré-campanha, Gustavo Gouveia (DEM) nessa semana passada fez reuniões e visitas em Lagoa de Itaenga ao lado da prefeita Graça do Moinho, passou em Surubim com Túlio Vieira, marcou presença em Buenos Aires. Estreou ao lado de Azoka em Aliança e ainda fez encontros em Carpina e Nazaré da Mata. O democrata está suando a camisa para conseguir está entre os eleitos do chapão da Oposição. Hoje, mesmo sendo seu aniversário a agenda não para.

Veto – Segundo informações, Armando vetou o nome de Bruno para disputar o Senado na sua chapa  por dois motivos principais: o primeiro é o seu famoso voto no dia do impeachment da presidente Dilma Rousseff, ele se consagrou sendo o voto que sacramentou a saída da petista gerando um desconforto com o eleitor lulista. O outro, fator é que com dois ex-ministros de Temer, Armando ficaria taxado de vez, como o palanque do presidente desgastado da história.

Aposta – O senador Armando Monteiro ainda aposta no nome do deputado Daniel Coelho para assumir a outra vaga no Senado. Jovem, opositor contumaz do Governo, Daniel traria leveza a chapa, além de agregar o voto jovem que hoje é uma parcela importante do eleitorado.

Presente – Por falar em Daniel Coelho, ele está quase que semanalmente na cidade de Vicência, onde terá o apoio do prefeito Guiga. Na cidade, ele fará dobradinha com o deputado Antônio Moraes (PP). Coelho já liberou muitos recursos pra cidade e vem agradando por suas posições também no campo municipal.

Rápidas

Nos passos de Arraes – Pré-candidato a federal, Milton Coelho (PSB), está seguindo a risca de Miguel Arraes. Ao lado de Pereira e Diogo Prado estiveram na ocupação do Engenho Condado, na cidade de Paudalho. O saudoso ex-governador Arraes sempre colocou os assentamentos nas suas agendas políticas e administrativas.

MDB em Carpina – Membro da executiva estadual do MDB, a ex-vice-prefeita de Carpina Marta Guerra recebeu em sua casa o pré-candidato ao Senado, Jarbas Vasconcelos, o vice-governador Raul Henry e o deputado estadual Antônio Moraes. No prato principal do almoço muita política!

Apoio – Depois de desistir da candidatura ao Governo, Odacy Amorim declarou apoio à Marília Arraes (PT) a governadora. O deputado estadual anunciou que vai a concorrer uma vaga na Câmara Federal.

Pinga-fogo: Daniel Coelho abdicará de uma reeleição tranquila pra federal em troca de uma vaga no Senado de Armando?

Elielson Lima 23 jul 2018 - 0:00m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog