Governo de Pernambuco – Use máscara 1
PCR – COVID
Alepe Edilson Silva confirma candidatura à presidência da Alepe

Edilson Silva confirma candidatura à presidência da Alepe


O deputado Edilson Silva (PSOL), confirmou na tarde desta terça-feira (31) – por meio de um manifesto, que será um dos nomes à disputar o pleito da presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A votação, inicialmente, está prevista para ocorrer amanhã (1), durante a primeira sessão ordinária no Plenário da Casa, no retorno do recesso parlamentar de julho. O vencedor assumirá a cadeira de chefe do legislativo, ocupada interinamente pelo deputado Cleiton Collins (PP), após o falecimento do ex-deputado Guilherme Uchoa.

O psolista – que preside a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Casa, além também de ser membro efetivo da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCLJ), e ainda de outros colegiados -, já havia cogitado ser candidatar ao cargo após alguns outros nomes surgirem para o certame, como por exemplo do também progressista Eriberto Medeiros (PP).

“Ao deputado Eriberto Medeiros, a quem dedico estima pessoal, e que neste momento postula a Presidência da Casa, afirmo que nossas divergências não se colocam no âmbito pessoal e nem moral. Coloca-se no quadrante da defesa do republicanismo, da divisão e autonomia entre os poderes, da defesa do aprofundamento da democracia através da participação popular no processo legislativo, que é um compromisso de minha militância política e do partido que fundei e do qual sou dirigente, o PSOL”, frisou o psolista em um dos trechos do documento.

Entre as justificativas por sua candidatura, Edilson destaca que “Estamos na Assembleia Legislativa há 40 meses. Nesses três anos e meio de mandato do PSOL, temos sido assíduos na Casa, atuantes em nossos propósitos e coerente com nossos princípios. Presidimos, desde que assumimos o mandato, uma das Comissões Permanentes mais importantes da Casa, a de Cidadania e Direitos Humanos. Estamos como titular da Comissão mais importante no Processo Legislativo, a de Constituição, Legislação e Justiça”, pontua o psolista.

Ainda segundo o manifesto assinado por Edilson, “não faltou coragem ao nosso mandato para levar às últimas consequências questões importantes para o nosso povo. Fomos pioneiros na denúncia dos crimes cometidos por agentes públicos no processo de construção da Arena Pernambuco. Na luta em defesa dos que precisam de remédios da farmácia do Estado, chegamos a solicitar na Justiça a prisão do Secretário de Saúde (Iran Costa). Enfrentamos sem recuar os desmandos e crimes praticados por maus policiais. Estivemos de corpo presente nas lutas sindicais por melhores condições de trabalho e salariais [..] Nosso mandato, por estas razões, já estaria muito à altura de postular a presidência da Casa de Joaquim Nabuco. Contudo, as razões que nos levam a mais esta postulação – candidatamo-nos ao cargo para o biênio 2015/2017 e 2017/2019 -, têm a ver com a defesa da autonomia e das prerrogativas da ação parlamentar”, destacou.

Balanço

Nos três anos e meio de mandato do psolista foram realizadas cerca de 70 Audiências Públicas e Populares, dentro e fora da Alepe. Foram protocolados 55 emendas orçamentárias para destinar recursos para uma diversidade de pautas e municípios. Além disso, foram apresentados pelo parlamentar 25 Projetos de Lei e Resolução,  sendo destes, até agora, cinco já se tornaram leis sancionadas pelo governador Paulo Câmara. As audiências, as emendas orçamentárias e os projetos de lei foram feitos, sempre, a partir de um processo de construção coletiva no mandato e com ampla participação popular.

Fotos: Jarbas Araújo/Alepe. 

Elielson Lima 31 jul 2018 - 17:03m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog