Dando exemplo Secretaria Executiva de Recursos Hídricos de Pernambuco visita ONG em Palmares

Secretaria Executiva de Recursos Hídricos de Pernambuco visita ONG em Palmares


A segunda-feira (03) começou diferente para a Secretaria Executiva de Recursos Hídricos de Pernambuco. Logo pela manhã, servidores e gestores foram até Palmares, Mata Sul do Estado, realizar uma visita à Barragem de Serro Azul e conhecer de perto um Projeto chamado Tecendo Cidadania, uma ONG do distrito de Serro Azul que ajuda mais de mil pessoas na Região.

A ONG Tecendo Cidadania nasceu em 2010 no intuito de prestar assistência aos atingidos das enchentes ocorridas em Palmares, onde quase 13 mil pessoas ficaram desabrigadas e cerca de 8 mil desalojadas. Desde a origem, a Tecendo Cidadania vem ganhando voluntários e fazendo um trabalho em prol da preservação dos direitos, geração de trabalho e renda, preservação ambiental, movimentos sociais e realizações de feiras, levando de porta em porta a motivação para permanecerem na terra.

A visita aconteceu na Casa da Vida, Sede do Projeto Tecendo Cidadania que se trata de um espaço cedido pelo Governo do Estado, através da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos, que completou um ano de funcionamento. O local conta com a cozinha, onde são feitas as deliciosas receitas para serem expostas e vendidas nas feiras; Espaço Leitura, Curso de Violão, Curso de Gestão da Propriedade Rural, Oficinas de Artesanato e Oficinas de Culinária, para maior aproveitamento dos alimentos e colheitas.

“Retornar e ver a Barragem de Serro Azul completamente pronta e na proporção que ela está hoje, é emocionante. Ao lado dela, saber que existe um trabalho social de extrema importância na localidade, é mais gratificante ainda. O que pudermos fazer para ajudar, iremos fazer”, declara o Gerente Geral de Projetos e Manutenção da SERH, Celso Agra, sobre a visita.

Para 2019, a ONG almeja conseguir montar por meio de doações, um laboratório de informática com cerca de 20 computadores para que as pessoas possam aprender e fazer os cursos básicos, facilitando a entrada no mercado de trabalho. “Estamos tentando fazer dessa casa um lar produtivo, aproveitando todos os espaços possíveis”, conta a coordenadora do Projeto, Ir. Sandra Aparecida Leoni.

Elielson Lima 04 dez 2018 - 23:42m

Comentários

Pesquisar

Curta no Facebook

Publicidade


 

 

Arquivos do Blog