GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
Jaboatão – Aniversário
PCR – Cred Pop
Brasília Senado homenageia fundador do IMIP

Senado homenageia fundador do IMIP


O Senado realizou na manhã desta sexta-feira (24/05) sessão solene para homenagear o centenário de nascimento do professor Fernando Figueira, fundador do Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip). O evento, requerido pelo senador Humberto Costa e pelos deputados federais João Campos e Felipe Carreras, contou com a presença de inúmeros profissionais de saúde de Pernambuco, familiares do professor, além de grande número de parlamentares do Estado. O secretário estadual de Saúde, André Longo, compôs a mesa solene, representando o governador Paulo Câmara.

Em seu discurso, André Longo, destacou a importância de Fernando Figueira para a saúde e para sociedade pernambucana. “O professor Fernando Figueira com sua bela história e suas grandes realizações tem uma grande importância para saúde pública de Pernambuco e do Brasil e para toda a sociedade do nosso Estado. Além de concretizar sua maior obra, que foi o IMIP – que atende milhares de pessoas diariamente, salvando inúmeras vidas, em uma instituição 100% SUS – o professor também teve notável atuação como gestor público. Como secretário de Saúde de Pernambuco, entre de 1971 a 1975, foi pioneiro na elaboração de um plano de saúde para o Estado, criou a Fundação de Saúde Amaury de Medeiros (Fusam), o Centro Integral de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), além de fundar o Hemope e o Laboratório Central (Lacen). Fernando Figueira ainda reformulou o atendimento psiquiátrico, implantando a triagem dos doentes e evitando as hospitalizações desnecessárias. Para além de todas essas realizações e obras, o professor deixou também um legado filosófico, como grande humanista, focado nos problemas sociais de nosso povo e, mais marcadamente, das mães e das crianças em contexto de vulnerabilidade”, ressaltou.

O secretário da assessoria especial do Governo de Pernambuco e filho do homenageado, Antônio Carlos Figueira, destacou o legado do Professor Fernando Figueira. “Este ano, no dia 04 de fevereiro, o idealizador do IMIP, Fernando Figueira, completaria 100 anos. Cito o IMIP, porque essa foi a sua primeira grande obra social. Hoje o maior hospital 100% SUS do Nordeste brasileiro e referência para a população carente de toda a Região. Mas o IMIP foi apenas o ponto de partida de sua história. Fernando Figueira foi um homem múltiplo, que na condição de médico, gestor, educador, pesquisador e gestor criou diversas instituições no âmbito da saúde e do ensino. Por onde passou, fincou a bandeira de desbravador e defensor da ética e das boas práticas sociais. Soube, como alguns raros, combinar à medicina, a assistência à Saúde com a pesquisa e o ensino. Para ele, a associação docente-assistencial era essencial. Não se ensina falando, se ensina exercendo”, frisou.

Formado em 1940 pela Faculdade de Medicina do Recife, Fernando Figueira iniciou sua vida profissional como clínico geral em Quebrangulo, interior de Alagoas. Em 1948, foi médico do Hospital das Clínicas e Assistente da Cadeira de Clínica Pediátrica na Universidade de São Paulo (USP). Após nove anos, voltou ao Recife obtendo com distinção a livre docência.

Nos anos seguintes, adquiriu experiência profissional como professor visitante nos Estados Unidos, México e Paris. Através de concurso, assumiu a cátedra da disciplina de Pediatria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 1960 e, em seguida, o cargo de professor titular da Faculdade de Ciências Médicas. Na área científica, Fernando Figueira publicou seis livros e mais de 100 trabalhos, tendo sido secretário estadual de Saúde, entre 1971 e 1975, no governo de Eraldo Gueiros.

Além da criação do Imip, que atualmente se chama Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira, o professor também criou a Fundação de Saúde Amaury de Medeiros (Fusam); Laboratório Central de Pernambuco (Lacen); Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam); Centro de Oncologia da Faculdade de Ciências Médicas (Ceon); Academia Pernambucana de Medicina; Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope); Associação Pernambucana de Médicos Generalistas; Associação Brasileira de Reprodução e Nutrição em Saúde Materno Infantil; Associação do Diabético Jovem; Associação Pernambucana de Apoio aos Portadores de Fibrose Cística; e a Fundação Alice Figueira de Apoio ao Imip (FAF).

Elielson Lima 24 maio 2019 - 23:52m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Olinda

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog