PCR – Cred Pop
Jaboatão – Aniversário
GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
De olho em 2020 BOM JARDIM | Prefeito demite secretário de Educação que poderá disputar eleição na Oposição

BOM JARDIM | Prefeito demite secretário de Educação que poderá disputar eleição na Oposição


Quem esperava uma eleição polarizada entre o prefeito João Lira (PSD) e o ex-prefeito Miguel Barbosa(PP) pode recolher as apostas. A eleição em Bom Jardim toma um novo rumo.

O agora ex-secretário municipal de Educação, João Francisco Neto, conhecido como Janjão foi exonerado do cargo pelo prefeito João Lira. Após três anos a frente da pasta, o professor deve disputar a Prefeitura contra o agora ex-patrão.

A demissão do professor aconteceu após o expediente. Ele foi comunicado do afastamento por meio de uma carta, na última quinta-feira (24) entregue na casa dele pelo secretário de Administração.

O ex-secretário comunicou o afastamento nas mídias sociais. Ele postou o comunicado que recebeu do prefeito nas mídias sociais e fez um texto de despedida e agradecimentos.

O professor, que também é empreendedor do comércio de confecção. nunca foi filiado a partido político. Ele é filho da ex-secretária de Educação (na gestão Miguel Barbosa), professora Isabel Félix, que foi assassinada em casa, durante um assalto. O crime comoveu toda cidade e região.

Funcionário concursado do Município, o professor João Neto, nunca tinha ocupado cargo (comissionado) na gestão. Na Secretaria, conquistou visibilidade e, por consequência, já era considerado ‘persona non grata’ pelo prefeito.

Agora, afastado da Secretaria e sem a ligação político com o atual prefeito, por conta do cargo, o ex-secretário deverá ficar mais à vontade para focar na pré-campanha e começar a colocar o ‘bloco na rua’.

O nome João Neto aparece como novidade na eleição para prefeito de Bom Jardim. Sem arestas, ele vai lutar para que o eleitor reprove tanto a candidatura do atual prefeito João Lira, quanto a do ex-prefeito Miguel Barbosa, e avalie a chance ‘do professor’ dá uma lição em dois nomes tradicionais da política de Bom Jardim.

Assim, ao contrário de quem apostam em três candidaturas, ao invés de dividir voto com o ex-prefeito, é mais provável que o professor João de Janjão desidratar a candidatura Miguel e polarizar com o prefeito. E com o desgaste da gestão por esta enfadada com o tempo e com uma rejeição altíssima, João Lira corre um sério risco de perder mais aliados e unir o eleitorado dos dois concorrentes.

Os eleitores de Miguel e os de Janjão podem priorizar a vitória da oposição. Neste caso, a invés de dividir os mesmos votos com o ex-prefeito, Janjão tem mais chance ser beneficiado pelo voto útil e conquistar com margem. a Prefeitura de Bom Jardim por representar a nova política.

Elielson Lima 28 out 2019 - 23:16m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Olinda

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog