Governo – Pandemia não acabou
Jaboatão – Centro de Reabilitação
GOVERNO DE PE – USO DE MÁSCARA (REFORÇO 2021) – COVID 19
Direito de Resposta Vereador Toinho rebate auditoria e diz que não há provas

Vereador Toinho rebate auditoria e diz que não há provas


NOTA RESPOSTA
Sobre a auditoria realizada da Câmara Municipal de Camaragibe, que apontou supostas fraudes em licitações e funcionários fantasmas, na gestão, enquanto presidente, do vereador Antônio Oliveira (PP), mais conhecido como Toninho, o parlamentar gostaria de apresentar os seguintes esclarecimentos:
Sobre os supostos funcionários fantasmas, o vereador explica que os trabalhadores prestavam serviços pela empresa de terceirização Pool Recife Empreendimentos, sendo: quatro vigias (dois diurnos e dois noturnos, trabalhando em escala de 12hx36h), duas auxiliares de serviços gerais e uma recepcionista. A empresa tem todas as provas do trabalho dos funcionários, como: ponto de presença, entrega de ticket alimentação e passagens; além disso, o valor do contrato era de R$ 198 mil e não R$ 396 mil, como também foi divulgado. Esse valor era o total por ano (12 meses), sendo pago por mês para empresa R$ 16.500;
Em relação ao veículo Onyx adquirido pela Casa de Leis, o valor médio de um carro básico deste modelo, no mercado, é de R$ 48.490,00, com acessórios, como: ar-condicionado, som, por exemplo, esse valor pode chegar R$ 56 mil, que também está faixa de preço; além disso, o mesmo modelo de veículo um Onix, sendo 1.0, foi adquirido pela Prefeitura de Camaragibe por quase R$ 51 mil, a Câmara comprou um Onix 1.4, por R$ 56 mil, ou seja, está na faixa de preço de carros novos, o que mostra que não houve nenhuma irregularidade ou superfaturamento, bem como, a tabela fipe apresentada, tem como referência carros usados e não novos, como foi o caso do veículo adquirido pela Câmara;
A respeito dos computadores, todos os equipamentos estão no Poder Legislativo, algo que pode ser verificado com a Diretoria de Patrimônio da Casa de Leis. Foram 20 computadores do modelo All in One, da marca LG, no valor de R$ 2.478,90, cada; além de 15 impressoras, no valor de R$ 1, 000,00, cada, e um (1) scanner no valor de R$ 2.800,00. Totalizando o valor de R$ 67.378,00, comprados à empresa 3P Distribuidora e Comércio de Informática LTDA ME. Todo processo ocorreu dentro dos trâmites legais e foi publicado, tanto no diário oficial da Amupe, Portal Tome Conta PE (TCPE) e no Portal da Transparência da Câmara; além de todo processo ter sido acompanhado pelos funcionários efetivos da Casa, que fazem parte da Comissão de Licitação. Apenas um único computador, que pertence ao gabinete de Toninho, está em sua posse para realização do backup (cópia de segurança), que sua retirada foi previamente autorizada pelo novo chefe de gabinete da presidência; além de uma câmera fotográfica, que estava com o fotografo da Casa, mas já foi devolvida;
Por fim, como pode ser analisado nas provas em anexo, não houve nenhuma irregularidade, mas sim, uma nova estratégia política, sem provas, para se criar uma CPI, para caso, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), conceda o direito do vereador ser reconduzido ao cargo de presidente, ele não assuma, e sim o seu vice-presidente.
Sem mais, o vereador Toninho fica à disposição para quaisquer esclarecimentos.
Atenciosamente,
Toninho
Vereador

Elielson Lima 08 maio 2020 - 15:52m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade – Alepe

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog