Jaboatão – Nova Orla
PCR – volta as aulas
Governo de Pernambuco – ARBOVIROSES 2021 (COVID)
Coronavírus Glória do Goitá inaugura Hospital de Campanha para atender os pacientes do Covid-19; Justiça não reconhece enriquecimento ilícito da prefeita

Glória do Goitá inaugura Hospital de Campanha para atender os pacientes do Covid-19; Justiça não reconhece enriquecimento ilícito da prefeita

Publicado em: 12/06/2020 - 13:32m


A Prefeitura de Glória do Goitá, através da Secretaria Municipal de Saúde inaugura nesta sexta-feira (12), às 16h, o Hospital de Campanha Provisório para atendimentos exclusivos a Covid-19. O Hospital irá funcionar na casa da fazenda Boa Esperança, espólio de Fernanda Dornelas Câmara Paes, sem nenhum custo aos cofres públicos.


No último dia 4de junho, a Prefeitura Municipal garantiu na Justiça a revogação da Liminar, que suspendia a instalação do Hospital de Campanha. Na sua decisão de revogação da Liminar, o juiz da Comarca de Glória do Goitá, Gabriel Araújo Pimentel, faz menção ao suposto enriquecimento ilícito alegado e não provado pelos Autores, conforme descrito abaixo: “Conforme se observa na certidão de ID nº 62994386 e nas fotografias anexadas pelo Oficial de Justiça, o Hospital de Campanha está praticamente pronto para ser inaugurado, necessitando de serviços elementares como retirada de entulhos, limpeza e pequenos reparos, não havendo mais necessidade de reformas estruturais”.

Logo, a falsa afirmação de enriquecimento ilícito cai por terra, pois, como relata em certidão o Oficial de Justiça Melquizedek Andrade de Araújo, acima descrita, o imóvel necessita apenas de serviços elementares, como retirada de entulhos, limpeza e pequenos reparos, não havendo mais necessidade de reformas estruturais.
O Hospital de Campanha fica a 800 metros do centro da cidade, e contará com 32 leitos de enfermaria, 5 respiradores e sala de estabilização.

O Hospital está totalmente equipado para atender as necessidades de maiores complexidades, inclusive com exames para acompanhar a evolução dos futuros pacientes.


De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde são 58 profissionais envolvidos que irão se reversar nos plantões entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas, epidemiologistas, maqueiros, auxiliar de farmácia, serviços gerais, seguranças entre outros.


O secretário de Saúde Arthur Mizura ressalta a importância do Hospital de Campanha para tratamento de pacientes do novo Coranavírus e agradece ao empenho e dedicação da prefeita Adriana Paes. “Agradecemos o empenho de nossa prefeita Adriana Paes e dos nossos vereadores da base por lutarem por esse grande equipamento de saúde que será de fundamental importância para todos os Glorienses”, ressaltou Arthur Mizura.
Por outro lado, os vereadores oposicionistas, Autores da Ação, não conseguiram provar tais acusações e pediram ao juiz sigilo no processo, tendo o magistrado negado a solicitação, manifestando da seguinte forma: “Indefiro o pedido formulado pelos Autores de decretação do sigilo do presente processo, justamente por se tratar de matéria de interesse público”. Os Autores do processo pregam por transparência, porém, na prática, fazem o contrário.

Ainda, corroborando seu entendimento, o magistrado afirma que Poder Judiciário não pode se basear em ilações e que os atos administrativos gozam de veracidade e de legitimidade, finalizando a decisão que REVOGA a Liminar com a seguinte frase: “A pandemia da Covid-19 não espera”.


Fotos:Divulgação/Prefeitura

Elielson Lima 12 jun 2020 - 13:32m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade _ Petrolina

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog