PCR – volta as aulas
Governo de Pernambuco – ARBOVIROSES 2021 (COVID)
Jaboatão – Nova Orla
Farpas Líder do Governo na Alepe diz que prefeito de Jaboatão “fracassou na pandemia”

Líder do Governo na Alepe diz que prefeito de Jaboatão “fracassou na pandemia”

Publicado em: 05/06/2020 - 9:37m

Por Isaltino Nascimento

O Prefeito de Jaboatão passou os primeiros 40 dias sumido na pandemia. Não deu entrevistas, não compareceu à reunião com o Governador, não falou nada para o povo da cidade. Até hoje, não se sabe por onde andava.

Depois, fazendo jus a sua fama de espertalhão, tenta eleitoralizar a maior crise de saúde da história.

Não fez um leito de UTI em uma cidade de 700 mil habitantes. É o pior desempenho do país. Para não ficar ainda mais feio, contratou 5 UTIs em hospital particular. Cinco para 700 mil pessoas. Por essa razão, muitos jaboatonenses estão sendo internados e salvos da COVID em leitos feitos pela Prefeitura do Recife. Já devem ser mais de 200 salvos no Recife.

Não ajudou no isolamento social. Casou o discurso com o de Bolsonaro, que já é reconhecido como o presidente com o pior desempenho na pandemia nacional e internacionalmente. Pesquisa XP-Ipespe mostra que menos de 20% aprovam a atuação do presidente, enquanto 55% reprovam.

Se não ajudou no isolamento e não fez leitos, o que teria feito Anderson? A resposta é: mais uma vez, como já é sua marca, tenta dar uma de espertalhão. Faz cena com setores econômicos e evangélicos, alardeando que o governador deveria abrir tudo.

Sua postura é realmente nefasta para quem depende do SUS, pois ele quer surfar no desejo justo de muitos da volta à vida normal, seja econômica ou seja religiosa, mas condena os jaboatonenses a morrer à míngua quando ficarem doentes, sem leitos da Prefeitura.

Elielson Lima 05 jun 2020 - 9:37m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade _ Petrolina

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog