Governo – Pandemia não acabou
Alepe ALEPE destaca atuação do CISAM de apoio às mulheres em vulnerabilidade social

ALEPE destaca atuação do CISAM de apoio às mulheres em vulnerabilidade social


O Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM) esteve em debate na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE), na tarde desta quarta-feira (19.08). Depois das cenas lamentáveis do último domingo (16.08), quando manifestantes se aglomeraram em frente ao CISAM, que cumpria determinação judicial para realizar aborto em uma criança de 10 anos vítima de estupro, a reunião teve o papel de esclarecer as atividades do hospital e a sua importância para a sociedade.

Diante do radicalismo e da propagação de fake news, o coordenador da reunião, o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), falou da importância do encontro para levar informação ao público. “Apesar da repercussão em torno dos acontecimentos do último domingo, precisamos esclarecer à população o papel do CISAM e a sua atuação em favor de mulheres e crianças que estão em vulnerabilidade social. O Centro tem atuação essencial para tratar e dar dignidade às pacientes”, salientou.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, criticou as cenas lamentáveis que ocorreram na porta do hospital. “O CISAM presta, todos os dias, serviços dentro do Sistema Único de Saúde sem qualquer tipo de notoriedade. A situação que ocorreu no último domingo foi lamentável e gerou constrangimento e exposição de uma menor de idade. E isso na frente de uma unidade hospitalar em tempos de pandemia. Não tiveram o menor pudor em expor a criança, os familiares e os profissionais envolvidos no processo”, comentou.

A secretária estadual da mulher, Silvia Cordeiro, destacou a atuação do CISAM no suporte às mulheres que sofrem violência sexual. “Pernambuco está à frente dos demais estados, com um serviço do porte do CISAM. O centro é referência em defesa do direito da mulher e das crianças, muito disso por ter um diretor com o perfil de Doutor Olímpio Barbosa. É lastimável que tenham tentado constranger uma menina que estava recebendo a devida assistência do Estado. Uma menina que vive uma condição de estupro desde os 6 anos, isso é violência contra a mulher”, ressaltou.

Diretor do hospital, Olímpio Barbosa frisou o papel necessário da unidade para tratar das mulheres em condições de vulnerabilidade. “O Cisam é um dos primeiros centros a oferecer serviços regulamentados de apoio a mulheres e crianças. O Centro é referência em todo o Norte e Nordeste nestes procedimentos. Por ano, o CISAM atende 70 casos de mulheres vítimas de violência sexual e presta total assistência”, declarou.

A vice-reitora da Universidade de Pernambuco (UPE), Socorro Cavalcanti, exaltou as atividades do CISAM e condenou os fatos lamentáveis. “O que vimos no domingo foi uma mostra da barbaridade que o ser humano é capaz. As cenas ocorridas nos deixou entristecidos e indignados. ECumprindo determinação legal O CISAM é um hospital amigo da criança e hospital que vem lutando para dar o atendimento adequado às mulheres. A UPE se orgulha da equipe do CISAM”, afirmou.

Elielson Lima 20 ago 2020 - 8:59m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog