Governo – Pandemia não acabou
Alepe Clarissa Tércio cobra liberação de crianças e idosos e aumento de capacidade de pessoas, nas igrejas

Clarissa Tércio cobra liberação de crianças e idosos e aumento de capacidade de pessoas, nas igrejas


A deputada Clarissa Tércio cobrou ao Governador Paulo Câmara, durante a Reunião Plenária de hoje que reveja as medidas de flexibilização, nas igrejas. A parlamentar explicou que tem sido muito procurada por pessoas e líderes religiosos por representar no Parlamento Estadual uma voz que atua em defesa das igrejas e do cultivo da fé. De acordo com o Plano de Convivência do Estado, idosos, acima de 60 anos e crianças com menos de 10 anos de idade não podem frequentar as igrejas.

” Sabemos que outros setores já tiveram suas atividades flexibilizadas, mesmo contando com grande circulação de pessoas como os shoppings e praias. Inclusive, é possível ver idosos e crianças circulando livremente e realizando atividades não essenciais como passeando e almoçando fora de suas casas”, destacou Clarissa, acrescentando que ontem o Governo Estadual anunciou a liberação de cinemas e eventos sociais, a partir da próxima segunda com no máximo 100 pessoas ou 30% da capacidade.

“ Realmente não consigo entender o motivo em manter a restrição de idosos e crianças, nas igrejas”, completou.

A parlamentar ressaltou ainda que, o prefeito de Olinda Lupércio, liberou, por meio de decreto a frequência de idosos e crianças, nas igrejas, assim como aumentou para 50% a capacidade de lotação. Ela também lembrou que, na Paraíba, estado vizinho de Pernambuco apenas recomenda e não proíbe a presença desse público, na igrejas.

” A maioria dos idosos tem a igreja como único local em que se socializam com as pessoas, exercem suas atividades religiosas e cultivam sua fé”, disse a deputada.

Outro ponto destacado por Clarissa foi o trabalho da igreja no período de pandemia. Segundo ela, tem sido muito importante para levar palavras de conforto e de fé, além de melhorar a ansiedade e até depressão, em muitos casos”, acrescentou.

“ É preciso que se tenha um tratamento igualitário, fazendo prevalecer o princípio da isonomia. Se idosos e crianças podem circular livremente em shoppings e praias, independentemente da idade, por que não podem frequentar a igreja? Questionou a parlamentar.

Elielson Lima 24 set 2020 - 22:39m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog