Governo – Pandemia não acabou
Partidarizando Solidariedade de Paulista condena anulação de convenção

Solidariedade de Paulista condena anulação de convenção


A Comissão Municipal do Partido Solidariedade em Paulista divulgou nota repudiando a decisão do Diretório Estadual da legenda de tornar sem efeito a homologação das candidaturas de Vinicius Campos para prefeito e Pastore Elke para vice- prefeito, realizada em convenção partidária nesta quarta-feira(16).
Segundo o vereador Vinícius Campos, a convenção cumpriu todas as formalidades legais. “O ato se deu por aclamação de todos os membros do partido, expressando de maneira cabal e incontestável a materialização de um sentimento de uma parcela expressiva da sociedade paulistense”, desabafou.
Para o integrante do Solidariedade, prevaleceu nesse caso a velha política de acordos escusos, feitos à revelia da democracia e do debate público. “Tudo isso foi articulado pelo grupo político que colocou Paulista nas páginas policiais(referindo-se a aos escândalos envolvendo a gestão do prefeito Júnior Matuto). O nosso partido sempre teve uma postura transparente”, alfinetou Campos. Lembrou, ainda, da vitória do Professor Lupércio em Olinda pelo Solidariedade na eleição passada. “Foi uma eleição histórica. Começou a campanha desacreditado, mas no final foi eleito prefeito. É essa jornada de lutas que justifica a existência do partido e do processo eleitoral livre e transparente, capaz de promover alternativa de mudança na cidade”, arrematou.
,

Elielson Lima 17 set 2020 - 15:31m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog