Governo – Pandemia não acabou
Governo de Pernambuco Governo de Pernambuco amplia alcance junto a empreendedores da Zona da Mata Norte

Governo de Pernambuco amplia alcance junto a empreendedores da Zona da Mata Norte



Agência de Empreendedorismo leva o Crédito Popular a Goiana e Aliança

Os municípios de Goiana e Aliança receberam a visita de equipes da Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), que participaram de eventos de divulgação e prospecção de novos clientes para o programa Crédito Popular, do Governo do Estado. Lançado há um ano, o Crédito Popular já beneficiou cerca de 7 mil empreendedores, tendo injetado aproximadamente R$ 15 milhões na economia de Pernambuco.

O programa disponibiliza linhas de crédito para pequenos e microempreendedores a juros mais baixos que os de mercado, de 1,49% ao mês, para quem pegar o empréstimo de até R$ 3 mil, para ser quitado em 12 parcelas. Devido à pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19), a operação financeira pode ter até 90 dias de carência. Ou seja, o empreendedor recebe o recurso agora e só começa a pagar dentro de três meses. “O Crédito Popular muda vidas.”, disse o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes.

A primeira ação se concretizou através de uma palestra sobre o Crédito Popular, realizada em Goiana, para os integrantes da Associação dos Trabalhadores Rurais do Assentamento Florestan Fernandes. A consultora de Negócios da AGE, Albani Teixeira, mostrou como funciona o Crédito Popular e quais as vantagens para quem faz seu cadastro junto ao programa. Estavam presentes cerca de 30 agricultores, residentes em Goiana e Nazaré da Mata, e que plantam alimentos como batatas, inhame e hortaliças, além de pequenos criadores de galinhas e porcos. Eles foram atendidos pela agente de crédito da AGE, Verlayne Fernandes.

Já no município de Aliança, com apoio da AD Diper e Sebrae-PE, foi realizado o I Encontro de Negócios da Agricultura Familiar da Mata Norte, envolvendo empreendedores de oito municípios da região. Foi uma grande vitrine, que funcionou para mostrar e comercializar os mais de 60 produtos trazidos por 20 grupos, divididos em 45 bancas, indo das frutas, legumes e mel, comidas como queijos e bolos, até a itens de artesanato, a exemplo de peças moldadas em barro e passadeiras de cozinha bordadas. O evento foi organizado pela Center Agro.

“Temos um bom potencial de crescimento junto à Zona da Mata Norte e Sul e por isto buscamos esta aproximação dos empreendedores e futuros clientes, participando de eventos como esta Feira da Agricultura Familiar”, reforça Antonio Jácome, Superintendente de Pequenos Negócios da AGE.

Elielson Lima 04 nov 2020 - 15:38m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

 

Curta no Facebook

Arquivos do Blog