Governo – Pandemia não acabou
Cabo
Educação João Campos: “Primeira obra entregue pela nossa gestão é uma escola e é o pontapé inicial de muitas conquistas”

João Campos: “Primeira obra entregue pela nossa gestão é uma escola e é o pontapé inicial de muitas conquistas”


Prefeito fez a entrega da nova sede da Escola Municipal Córrego do Euclides na manhã desta quinta (14), garantindo ampliação das vagas e melhor infraestrutura para a comunidade

Reafirmando seu compromisso de prioridade com a educação, o prefeito João Campos fez a primeira entrega do seu governo, na manhã desta quinta-feira (14): a nova sede da Escola Municipal Córrego do Euclides, localizada no Morro da Conceição. A escola, que mesmo nas instalações anteriores registrava 5,3 no Ideb, com crescimento contínuo nos últimos anos, ganhou nova sede com a infraestrutura adequada para alunos e profissionais de educação e a capacidade de ampliar de 120 para 306 estudantes atendidos.

“Hoje é um dia de grande emoção. A gente tem a oportunidade, na segunda semana, de fazer a inauguração de uma escola. Essa escola que eu acompanhei, enquanto deputado ainda, a execução da obra, começou com o prefeito Geraldo Julio e com a sua equipe, e hoje a gente tem a oportunidade de fazer a entrega deste equipamento. Então, a primeira obra entregue e inaugurada pela nossa gestão é uma escola e não poderia ser diferente, porque nos próximos quatro anos, nós vamos dedicar nosso tempo, energia e orçamento integralmente a educação. A gente sabe que é um grande desafio das grandes cidades brasileiras e hoje é um pontapé inicial de muitas conquistas que virão”, explicou o prefeito João Campos.

A nova sede da Escola Municipal Córrego do Euclides conta com oito salas de aula, sala de reuniões, diretoria, secretaria, duas salas dos professores, coordenação, sala de leitura, depósito de materiais didáticos, cozinha, CPD, e duas salas de tecnologia. Estas duas últimas equipadas com kits Lego – material que permite a interação, aquisição e expansão dos conhecimentos das crianças; notebooks; tablets; e mesas interativas voltadas para o público do ciclo de alfabetização e crianças que tenham necessidades educacionais especiais por possibilitar, através da leitura e da escrita, o estímulo do cognitivo de forma lúdica.

O prefeito detalhou ainda o significado de uma infraestrutura adequada para garantir uma educação de qualidade. “Antigamente funcionava uma escola onde tinha apenas três salas de aula, um espaço muito menor, agora são mais de oito salas com equipamentos de qualidade aqui, a gente está falando de dentro de uma biblioteca de altíssimo nível, então o desafio pela melhor aprendizagem perpassa por vários aspectos, um deles é infraestrutura escolar, com a infraestrutura escolar adequada, com a valorização do professor, com bom planejamento pedagógico, tudo isso influi na melhoria dos indicadores”, afirmou.

O secretário de Educação do Recife, Fred Amâncio, explicou o funcionamento da nova escola. “A gente vai atender da pré-escola até o 5º ano do Ensino Fundamental, e além dessa ampliação, a escola climatizada, com biblioteca e também dois laboratórios, para atividades diferenciadas, um com mesas e objetos que ajudam no processo de alfabetização, e outro que tem equipamentos diferenciados, da LEGO, que permitem fazer um trabalho diferenciado inclusive na área de tecnologia. Não apenas uma estrutura melhor, mas também uma estrutura já mais moderna, pensando na grande meta do prefeito João Campos que é elevar a qualidade da educação do Recife”, detalhou

Com capacidade planejada para disponibilizar o triplo de vagas, o novo prédio da unidade de ensino vai absorver também os estudantes das antigas instalações, ampliando a oferta na educação infantil e no ensino fundamental, passando a atender os Grupos IV e V da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, além de Educação de Jovens e Adultos.

A agente de apoio ao desenvolvimento escolar especial, Ana Lúcia, já atuava na escola no prédio antigo e se emocionou ao conhecer a nova sede. “Eu estou emocionada de ver essa escola, de ver essa estrutura, de ver a possibilidade das crianças evoluírem, desenvolverem mais tendo espaço e tendo também as ferramentas necessárias. As crianças especiais precisam de uma atenção diferenciada. A antiga escola era muito pequena não tinha como a gente fazer um trabalho diferenciado”, contou ela.

Renata da Silva, autônoma, 35 anos, é mãe de um aluno do 4º ano da escola – Fábio Júnior, de 9 anos, e também aprovou a nova sede da instituição. “Está maravilhoso, nem se compara com a escola anterior, está tudo lindo, lindo, lindo. Há bastante espaço, salas amplas, com ar condicionado. A outra era muito pequena e a biblioteca ficava fora”, disse.

Elielson Lima 14 jan 2021 - 14:44m

Comentários

Escola internacional Novo

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Arquivos do Blog