Gov – Plano de retomada
Copergás
Pcr – novo modelo
Novo Jaboatão
Coluna Coluna da sexta | Temer surge como guru, Bolsonaro ameniza e desagrada base

Coluna da sexta | Temer surge como guru, Bolsonaro ameniza e desagrada base

Publicado em: 10/09/2021 - 0:11m

Dois dias após os atos de 7 de Setembro, orientado pelo ex-presidente Temer, o presidente Jair Bolsonaro divulgou uma “declaração à nação”. O movimento do presidente desagradou integrantes do primeiro escalão do governo e apoiadores. Ele foi convencido que esse seria o caminho para cessar a crise política e institucional criada por seus discursos. Para políticos, como o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), disse que “é disso que o Brasil precisa”. Já o pastor Silas Malafaia criticou: “Continuo aliado, mas não alienado”.

O Planalto sonha agora que o ministro Alexandre de Moraes responda também com um gesto pela pacificação. Moraes foi indicado por Temer para o STF e foi justamente o ex-presidente que mediou para que Bolsonaro e o Ministro conversassem por telefone e marcasse um encontro para selar a paz. Temer surge como mediador de conflitos e foi procurado, inclusive, pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Segundo informações, o ex-presidente chegou com um rascunho, porém foi alterado por auxiliares do Governo. A surpresa foi grande entre os integrantes do primeiro escalão, que só souberam da estratégia após a divulgação da imprensa. Por fim, mesmo sob críticas, a decisão do presidente Bolsonaro (sem partido) foi acertada diante do clima tenso que vive o País.

INCONTROLÁVEL – Horas depois de divulgar a declaração, Bolsonaro voltou a criticar o presidente do TSE, ministro Rodrigo Barroso, “Palavras bonitas, que sei que o ministro Barroso tem, dada a sua formação de jurista, diferente da minha, que tem palavrão de vez em quando, mas não convence ninguém”, disparou o presidente.

CRÍTICAS – O deputado Daniel Coelho (Cidadania) usou as redes sociais para criticar a postura do presidente. Segundo ele, Temer é que ditas as ordens: ‘Após ordem de Temer, Bolsonaro elogia China, defende o STF e abre às pernas para Alexandre de Moraes. Fortes boatos que ele amanhã irá tomar vacina do COVID”, publicou Coelho.

SEM FORÇA – Diferente de 2018, a esperada paralização dos caminhoneiros não tiveram mesmo efeitos de três anos e acabou virando atos isolados. A fala do presidente Bolsonaro contribui para minimizar os protestos, além da localização do Zé Trovão. Postos de gasolinas ficaram lotados e empresários temeram desabastecimento.

RÁPIDAS

PREPARANDO O GRAN FINALE – O governador Paulo Câmara (PSB) continua na agenda intensa por todas as regiões do Estado e anunciando investimentos. Como já dissemos aqui, Paulo se prepara para encerrar o Governo em alta. Se a estratégia for absorvidas nas ruas, Paulo será o grande eleitor de 22.

GESTO – O deputado federal André de Paula (PSD) recebeu, ontem, o presidente da Copergás, André Campos. Após declarações na imprensa, o gesto foi entendido como voto antecipado em André para o Senado. Nos bastidores, muitos brincam que André Campos sabe prepara um candidato ao Senado. “ele é filho e irmão de senador”.

NO SERTÃO – O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) acompanhou a agenda do governador Paulo Câmara em sua passagem pelo Sertão. Dudu é lembrado para disputar a vaga de senador da Frente Popular. Outro nome que também participou da agenda e está nesta disputa por essa mesma vaga é o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos).

PINGA-FOGO: Bolsonaro se livrou da pauta do impeachment com essa declaração à nação?

Elielson Lima 10 set 2021 - 0:11m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Publicidade _ Petrolina

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog