Gov – 130 mil empregos
Prefeitura de Jaboatão
PCR – Recife Virado
Coluna Coluna da quinta | A estratégia do PSB para a eleição de 22

Coluna da quinta | A estratégia do PSB para a eleição de 22

Publicado em: 25/11/2021 - 0:07m


Evitando em falar em contas de possíveis eleitos, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, revelou à coluna que a prioridade do partido “é manter a unidade da Frente Popular para eleger o governador do PSB e incentivar candidaturas regionais para ampliar o número de deputados estaduais e federais”. 

Essa regionalização já foi aplicada e deu certo em outros estados, como a nossa vizinha Paraíba, onde a sigla divide as regiões e cria nomes competitivos que possam representar aquele grupo de cidades consolidando o projeto.   

Sileno também defende uma estratégia que possa viabilizar a reeleição dos atuais deputados do PSB, “sobretudo nossa bancada federal”. Completou: “Vamos trabalhar para eleger também nomes que possam cumprir o conteúdo programático do nosso partido no Congresso Nacional”. Nas entrelinhas, essa fala pode ser interpretada como uma antecipação das movimentações que a sigla deverá fazer na disciplina de alguns filiados.

Mesmo sem cravar número, Guedes aposta em uma bancada maior de eleitos pela legenda do que os 12 estaduais e 5 federais da eleição passada. Com poucos partidos montando chapa, siglas como o PSB e PT serão beneficiados pela sobra de votos. 

CHAPA ATRATIVA  – Sob o comando do deputado Silvio Costa Filho, os Republicanos, em Pernambuco, vêm montando uma chapa atrativa. Nas contas do presidente estadual da sigla, existe a possibilidade de fazer “três ou quatro estaduais e a mesma quantidade de federais”. Poucos partidos da Frente Popular conseguirão montar chapa. 

PLANO B – Mesmo não falando oficialmente, corre nos bastidores a informação de que o deputado Clodoaldo Magalhães poderá disputar o mandato de federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A chapa de federal do partido já tem chance de fazer três federais hoje, e uma eventual chegada de Clodoaldo garantiria mais um parlamentar facilmente. Ele sozinho já tende a atingir o quociente eleitoral. 

AUMENTO DO FUNDÃO – Em Brasília, o comentário é grande sobre a possibilidade dos deputados aprovarem mais R$ 3 bilhões para o fundo eleitoral, que passaria de R$ 6 bi para R$ 9 bi. Isso é uma verdadeira vergonha se passar no plenário! No pós-Covid e com desempregos em uma escalada crescente, pensar em financiamento de campanha é coisa de louco.

RÁPIDAS

ESTADO DE SAÚDE – O senador Humberto Costa (PT) passou por uma angioplastia e já está bem. A intervenção estava programa para dezembro, porém ele resolveu antecipar. 

SOBREVIVÊNCIA – Sem montar chapa, o deputado Wolney Queiroz tende a deixar o PDT para disputar sua reeleição na Câmara. Essa informação foi dada com exclusividade pelo Blog e reflete a realidade do parlamentar. Ele vai fazer contas até definir sua futura legenda. É questão de sobrevivência política. 

RECORDE DE ACESSOS – Com notícias exclusivas, furos de reportagens e análises feitas direto do coração do poder, em Brasília, o Blog cravou uma das melhores semanas do ano em acessos. Agradecemos a audiência e confiança no nosso trabalho. 

PINGA-FOGO: A ida de João Roma para o PL poderá incentivar Gilson Machado a fazer o mesmo caminho em Pernambuco?

Elielson Lima 25 nov 2021 - 0:07m

Comentários

Pesquisar

Publicidade

Curta no Facebook

Publicidade

Arquivos do Blog